Quando alguém se dispõe a cultivar bonsai, muitas vezes se depara com a dificuldade hortícola do cultivo. E assim tendo dificuldade em manter o bonsai vivo. Então neste texto iremos mostrar o básico para manter seu bonsai vivo e saudável.

Agora vamos ver o porquê desta dificuldade.

Em primeiro lugar precisamos entender que: Cada modalidade de cultivo de planta precisa de um ambiente propício ao seu desenvolvimento. Alguns, local parcialmente sombreado, outros em pleno sol e outros ainda em sombra total, além de que o substrato que mantém a planta seja o ideal para este cultivo.

O bonsai é formado por plantas arbóreas e arbustivas as quais em seu habitat natural se desenvolvem a pleno sol. Exemplo coníferas, camélias, jabuticabas, pitangas, ulmus, etc. Já as arbustivas geralmente a meia sombra, como as azaleias, piracantas,  jasmim, carmona, etc.

Outro fator importante é que nosso bonsai está contido em um recipiente bastante reduzido, sendo que precisará de cuidados mais constantes.

Para manter o bonsai vivo temos vários estágios de desenvolvimentos hortícola, e temos que levar em consideração todos, com responsabilidade.

1. REGA

A rega no bonsai é o fator principal para mantê-lo vivo. Mas é preciso compreender que a falta mata a planta, mas o excesso também pode matar. Por isto, saber regar  não é apenas molhar a planta ou simplesmente jogar água em cima.

Toda planta, para que tenha um desenvolvimento adequado, precisa ser regada conforme a sua necessidade. Bonsai recém-transplantado molha-se pouco, pois não possui a quantidade de raiz de absorção suficiente. Neste caso o excesso de água pode simplesmente apodrecer as raízes recém-podadas. O importante é manter o substrato úmido. Quando a planta já estiver estabilizada a quantidade de água deve ser maior, pois estará em pleno desenvolvimento.

Plantas tropicais necessitam de maior quantidade de água do que coníferas, pois a superfície de evaporação das folhas é muito maior. Assim como plantas caducas, em seu estado invernal precisa apenas que o substrato esteja levemente úmido, pois o excesso de água pode causar o apodrecimento das raízes. Claro que esta abordagem funcionará desde que o substrato seja o ideal, e a planta esteja em um ambiente adequado.

Uma forma simples de ver se o bonsai precisa ser regado, é verificar se o substrato no vaso esta úmido até em cima. Caso esteja com o primeiro centímetro de profundidade com a terra seca, deve-se regar.

2. ADUBAÇÃO

Todo bonsai está contido em um recipiente reduzido (vasos) onde o substrato possui poucos nutrientes, por isto a adubação é imprescindível. Sem ela a planta irá definhar, tornando-se raquítica e sem vida.

Na adubação bem feita em um bonsai é que vamos ver o resultado que esperamos e nos deixa cheios de gratificação. Existe uma enorme variedade de fertilizantes que podemos utilizar na adubação de bonsai. Químicos e/ou orgânicos, vai mais do gosto pessoal por este ou aquele tipo.

Na adubação química o mais importante é respeitar a dosagem recomendada pelo fabricante. Se possível utilize um adubo de liberação lenta, pois é mais seguro e não existe o perigo da super dosagem. Este tipo de adubação é o ideal para plantas jovens ou que estão em formação, pois proporciona um maior desenvolvimento da planta.

Na adubação orgânica, temos a segurança de não errar na dosagem, pois a liberação dos nutrientes ocorre mais lentamente. Consequentemente o desenvolvimento da planta será menor. Este método é ideal para plantas já formadas pois proporciona um desenvolvimento mais moderado ao bonsai, fazendo com que a planta se mantenha com mais facilidade em seu projeto original.

3. LUZ, TEMPERATURA e LOCALIZAÇÃO

A luz é outro dos fatores que a planta necessita para seu desenvolvimento. Porém a luz vem acompanhada da temperatura e estes dois fatores juntos influenciam o desenvolvimento da planta para mais ou para menos. Por isto o bonsai deve de estar em um ambiente onde não sofra com o excesso nem com a falta destes.

Em uma regra geral uma coleção de bonsai deve estar localizada onde pegue o sol da manhã e não o forte sol da tarde. Vejamos, um bonsai que está em um vaso pequeno e exposto ao sol da tarde, irá ter a temperatura do substrato muito elevada, além da evaporação quase total da água. Isto irremediavelmente levará à planta a morte.

Se não existe a possibilidade de manter as plantas em um local que seria ideal, a solução é fazer uma proteção contra a incidência direta dos raios solares. Adequado seria diminuir cerca de 50% dos raios solares. Para isso pode ser usado uma tela de sombreamento de fator 50 (sombrite).

Uma coisa muito comum no verão, que deve ter cuidado, é a queima das folhas. Isto ocorre porque a água contida nas folhas esquenta demais causando o cozimento delas.

4. BANDEJA COM PEDRISCO

Este método é muito útil para plantas pequenas. Consiste colocar seu bonsai, já envasado, em cima de uma bandeja rasa. Bandeja com cerca de 5 cm de altura, cheia com pedriscos de 3 a 5 mm. Na bandeja se faz furos na lateral em 3 cm de altura, estes furos darão a vazão do excesso de água. A planta em cima deste pedrisco irá emitir raízes pelo orifício de drenagem do vaso buscando a água que está a 2 cm abaixo. Nunca utilizar areia fina pois esta causa uma estagnação da água contida nela

Bandeja-com-pedriscos

Bonsai-sobre-Bandeja

 

 

5. VASO SOBRE VASO

Este é um método muito utilizado não só para manter o bonsai vivo, mas também para acelerar o seu desenvolvimento. Consiste em colocar o vaso com o bonsai sobre outro vaso, geralmente de plástico cheio com um substrato mais orgânico. Isto vai proporcionar ao bonsai uma maior reserva de água e nutrientes. Isto consequentemente melhora a condição de manter sua planta viva e o seu desenvolvimento.

como-manter-o-bonsai-vivo-vaso-sobre-vaso

6. BONSAI EM APARTAMENTO

É bom lembrar que bonsai é planta de EXTERIOR e nunca de interior. Sabendo-se disto, o cultivador, quando está em um apartamento, precisará oferecer a planta às condições necessárias para o seu desenvolvimento. Neste caso uma sacada orientada para o sol nascente seria o ideal. Se a sacada está orientada para o sol poente, a temperatura da tarde será muito elevada, fazendo com que as condições sejam muito desfavoráveis ao cultivo do bonsai. Mas claro que isto não é impedimento, mas sim apenas um obstáculo que deve ser ultrapassado. Seguindo as diretrizes expostas acima, com certeza obterá êxito.

7. FÉRIAS

Às vezes nos deparamos com esta dificuldade, quando temos que nos ausentar por algum tempo e daí não sabemos o que fazer com nossas plantas. Tudo vai depender da quantidade de plantas e o tempo que permanecerá ausente.

Poucas plantas,  podem ser transferidas para um amigo bonsaísta. Com certeza dará toda atenção a elas ou ainda um viveiro que ofereça os cuidados necessários. Já uma coleção mais vultosa é preciso ter alguém com conhecimento para, ao menos,  regá-las corretamente. Nunca deixe uma pessoa leiga do bonsai responsável por regar as plantas, isso pode se tornar um “desastre” e acabar em morte de algumas plantas.

8. Dica Final: Manter o bonsai vivo após o Transplante

Após o transplante, toda planta precisa ficar em sombra quase total por um curto espaço de tempo para depois ser gradualmente exposta ao sol. Este tempo de recuperação varia de planta para planta e do tipo de intervenção que sofreu. Claro que este é um tema que daria um livro, pois envolve poda de raiz e copa, tipo de substrato, tipo de planta e muito mais. Mas o que propomos é o estudo responsável para chegar ao conhecimento de como manter o bonsai vivo.

O bonsai é um ser vivo que depende inteiramente de nossos cuidados, nossa dedicação, de nosso esforço em mantê-lo vivo e saudável. Para isso adquirir conhecimento é a forma pela qual vamos ter a recompensa de belas plantas. Então que tal continuar os estudos e aprender um pouco sobre poda de bonsai. A poda é a base pra formação do seu bonsai.

Ao iniciar  o cultivo do bonsai, estamos dentro do encanto que estas pequenas árvores envasadas nos proporcionam. É com o passar do tempo que vamos tomando conta do que é necessário para termos êxito nesta maravilhosa arte. Estudar, aprender, aprender e ensinar, isto nos da gratidão de tudo o que o bonsai nos ensina.

Categorias: DICAS