Os estilos de bonsai são o resultado da observação e estudo de plantas existentes na natureza, isto já a mais de 1000 anos. Sua classificação foi desenvolvida segundo as características óbvias que as árvores apresentam em seu habitat natural.  

Os estilos são classificados, alguns pelo tronco, outros pelos galhos, ou ainda pelos elementos que existem na sua composição.

Como é bastante extensa a lista dos estilos de bonsai, iremos explicar os  cinco primeiros. Estes são basicamente o início da classificação e os mais comuns de serem encontrados. Para melhor entender vamos começar com um desenho de uma encosta de montanha, o qual apareceu em primeiro lugar no livro T.B de John Naka. Esta representação mostra onde cada estilo se encontra na natureza.

ESTILOS-DE-BONSAI

1. Estilo CHOKAN – Ereto formal

O primeiro na classificação é o estilo CHOKAN(Vertical formal ou Ereto formal). A primeira vista parece simples, porém para estar nesta classificação de estilo de bonsai e possuir o caráter que necessita ter, a planta precisa estar dentro das regras japonesas de bonsai, com sua distribuição de galhos muito bem feita.

O estilo CHOKAN, vertical formal e/ou geométrico, como o próprio nome sugere, a planta deve ter simetria em todos os seus elementos.

No estilo CHOKAN os galhos são inclinados e não tortos. Os galhos são inclinados, resultado do peso de sua massa foliar ou da neve. Nas regras de formação deste estilo, para obtermos uma planta com simetria e que o resultado seja harmônico, o primeiro galho deve situar-se a um terço da base da planta, e os demais galhos nos restantes dois terços. Como na ilustração abaixo.

CHOKAN

 

Isto seria a planta perfeita e dentro das regras, porém, regras são regras e as possibilidades, digamos, são infinitas. O estilo CHOKAN adquire características próprias na criação, pois os materiais nos possibilitam isto.

Existem inúmeros modelos de CHOKAN que podemos elaborar depende apenas do material que tivermos em mãos.

2. Estilo SHAKAN – Inclinado

O estilo SHAKAN, possui tronco reto ou curvado, o que o caracteriza é a inclinação do tronco e se divide em três tipos. Neste estilo, como em qualquer outro, o objetivo é dar o equilíbrio necessário à composição.

SHO-SHAKAN – Inclinação Mínima

Neste estilo a distribuição dos galhos para onde a árvore inclina deve estar ligeiramente para cima, isto dará o equilíbrio necessário à planta, mostrando ao observador uma árvore madura.

Nos dois exemplos da ilustração abaixo, podemos notar isto. As duas plantas estão inclinadas para a direita, e os galhos do lado direito estão levemente curvados para cima. Enquanto que do lado esquerdo estão voltados para baixo.

Se os galhos ficarem retos dos dois lados, passará a impressão de que a árvore está tombando.

ESTILO-SHO-SHAKAN

CHU-SHAKAN – Inclinação Média

Inclinação média CHU-SHAKAN, o primeiro galho deve estar colocado em uma posição onde se consiga um bom equilíbrio  ao conjunto, também é importante que o nebari passe a impressão de força e que esteja bem agarrado ao solo.

Na ilustração abaixo simulamos um tronco, e o pontilhado ao redor dele, seria onde deve ficar os galhos para que a planta tenha seu equilíbrio “natural” neste estilo.

CHU-SHAKAN

 

DAI-SHAKAN – Inclinação Máxima 

Inclinação máxima (DAI-SHAKAN). É onde a planta se encontra em uma posição drástica e sua disposição de galhos.

Na natureza seria a árvore onde o tronco, quando novo, sofreu com algo que o obrigou a se inclinar, mas sua força para sobreviver o manteve. Ou então aquela planta que escapa da sombra procurando os raios do sol. 

Veja na imagem abaixo. As características deste estilo é a inclinação do tronco e a disposição dos galhos. Os pontilhados delimitaram os galhos. Lembrando que isto varia dependendo do material que tiver em mãos.

DAI-SHAKAN

 

3. Estilo MOYOG – Ereto Informal

Este é o bonsai que mais se encontra, pois é o mais popular,  fácil e óbvio de se fazer. A maioria das plantas possuem curvas naturais onde se encaixa dentro deste estilo. Geralmente é a planta do iniciante.

O estilo Moyogi é classificado pelas curvas do tronco. É muito importante que os galhos saíam na parte externa das curvas do tronco. Também é necessário que a saída do solo seja inclinada para direita ou esquerda e levemente para trás.

Dentre os estilos de bonsai, o MOYOGI, é aquele onde a árvore na natureza cresce em um local onde os elementos que estão ao seu redor o obrigam a se inclinar e torcer para encontrar a maior quantidade de luz.

Estilo-Moyogi

 

4. Estilo HAN-KENGAI – Semi Cascata

São plantas muito bonitas quando bem formadas, sua característica básica  é a formação na linha superior do vaso, nunca ultrapassando esta e fazendo com os galhos uma forma piramidal baixa. O vaso para este estilo de bonsai será sempre de profundidade mediana e não muito largo. Geralmente é usado vasos de formato sextavado, oitavado, redondo ou quadrado.

Esta é a planta que na natureza está situada na encosta de uma montanha. Como a luz vem apenas de um lado ela se inclina para este. Imagine uma planta qualquer dentro de uma caixa, onde apenas um dos lados está aberto, ela naturalmente vai inclinar o seu caule procurando a luz.

HAN-KENGAI

 

5. Estilo FUKINAGASHI– Açoitado Pelo Vento

No estilo FUKINAGASHI é bastante interessante o estudo de sua formação, pois possibilita a realização do trabalho em vários estilos de tronco desde o ereto formal ao mais inclinado.

Certas plantas são mais recomendadas este estilo, como as coníferas, onde as folhas minúsculas possibilitam a formação dos patamares com mais facilidade.

Na natureza, esta planta estaria em um topo de montanha recebendo ventos constantes. Que forçam a formação da mesma para a direção que o vento sopra.

ESTILO-Fukinagashi

Dica importante sobre estilos de bonsai inclinados

Todo bonsai inclinado ou que sai do solo em curva, a saída do solo até acima do nebari deve estar na vertical. Somente depois começando a inclinar, pois isto passa a impressão de força à planta.

A planta que sai do solo em linha reta sem mostrar o nebari, passa a impressão de um galho fincado na terra.  Isto não deve acontecer, pois é muito desagradável de se ver, e não passa a impressão de estabilidade, força e caráter que o bonsai precisa ter.

Estas foram apenas algumas das regas para a formação destes estilos de bonsai. Leia também nosso artigo sobre poda de bonsai para saber como a poda irá te ajudar a formar e manter seu bonsai no estilo desejado.

 

melhores-conteudo-de-bonsai-facebook

Categorias: Sem categoria